Apresentação
O curso de mestrado em Segurança e Saúde no Trabalho é uma oferta conjunta do Instituto Superior de Engenharia (ISE), da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS) e da Escola Superior de Saúde (ESS).

Objetivos

  • Oferecer formação avançada (2.º ciclo de estudos) na área científica da segurança e saúde ocupacionais para o exercício prático da profissão, de investigação aplicada às temáticas em causa e de acesso a estudos avançados de 3º ciclo
  • Fornecer os instrumentos necessários ao desenvolvimento de análises críticas e assertivas, com suporte técnico-científico, na identificação de questões estratégicas e de riscos laborais, bem como na elaboração de relatórios de diagnóstico e de medidas de ação a implementar.
  • Dotar os formandos de capacidades e autonomia para a realização de atividades técnico-científicos aplicadas à área de SST, onde se incluem:
    - a planificação de intervenções em SST, nos vários contextos organizacionais
    - a conceção e implementação de medidas e processos contínuos de mudança (organizacionais e tecnológicos, no âmbito da SST)
    - a promoção da mudança de comportamentos de risco nos postos de trabalho
    - a aplicação - de forma rigorosa - de métodos, técnicas e instrumentos de diagnóstico, intervenção e monitorização contínua de processos e agindo, profissionalmente e de forma independente, com respeito pelos princípios éticos que regem a profissão
    - a aplicação de conceitos teórico-metodológicos e de investigação para ingressar em ciclos de estudo avançados, de nível superior (Doutor)

Funcionamento

Regime presencial, em horário misto, no Campus da Penha - Instituto Superior de Engenharia (ISE)

Legislação Aplicável

Criado em 2015 (Despacho 10304/2015, DR, 2ªs, n.º 181 de 16 de setembro)

Propinas e taxas 2021/2022

Candidatos nacionais: 1100 Euros

Candidatos internacionais*: 2000 Euros

Taxa de candidatura: 50 Euros

Taxa de Inscrição e Seguro Escolar: 175 Euros

Nota: A propina deste curso pode ser paga em 10 prestações, sendo a primeira no ato da matrícula e as restantes nos meses de outubro, novembro, dezembro, janeiro, fevereiro, março, abril, maio e junho.
 

* de acordo com o Decreto-lei n.º36/2014, alterado pelo Decreto-Lei nº 62/2018, de 6 de agosto, são considerados estudantes internacionais os nacionais de um estado que não seja membro da União Europeia e que residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 1 de janeiro do ano em que pretendem ingressar no ensino superior.

As candidaturas aos cursos de Mestrado são efetuadas através do Portal de Candidaturas.
 
Saídas Profissionais

Licenciados e quadros técnicos superiores que exercem, ou pretendam vir a exercer, funções de responsabilidade e intervenção na área da segurança e saúde ocupacionais, quer num contexto empresarial, quer num plano de I&D de novos métodos, processos e tecnologias que perspetivem a melhoria das condições de segurança e saúde no trabalho.