Dia Internacional da Radiologia I 8 de novembro

Share
 

“Dia 8 de novembro comemoramos os 127 anos da descoberta dos raios X.

Em novembro 1895, o físico alemão Wilhelm Conrad Röentgen quando reproduzia em laboratório do estudo de Lenard sobre raios catódicos desenvolveu uma experiência que resultou na descoberta dos raios-X.

A primeira radiografia realizada em público foi executada noite de 23 de janeiro de 1986 à mão do anatomista Albert Von kolliker no decorrer de uma palestra na Sociedade de Física Médica de Wurzburg.

A inegável importância desta descoberta proporcionou uma nova abordagem na prática da medicina, com recurso à visualização das estruturas anatómicas facultada pelo diagnostico por imagem. 

Em 1986 surgiram os primeiros laboratórios de raios X e principiou nos hospitais a sua instalação com um contributo crescente para a melhoria no desempenho diagnóstico.

A legitimidade associada ao seu poder de diagnóstico conduziu a que algumas escolas médicas, incorporassem nos seus currículos médicos o ensino na utilização dos raios X. Em 1905, nos Estados Unidos, já se debatia a questão sobre quem deveria interpretar as radiografias. Esta tarefa estava sob a responsabilidade de médicos com treino específico, tendo surgido anos mais tarde a necessidade de formação de médicos e técnicos especializados para esta função.

Esta descoberta revolucionária é hodiernamente utilizada e contribuiu para que a radiologia, como a vemos atualmente, seja um pilar fundamental no desenvolvimento da medicina e da ciência.

Hoje a radiologia médica é uma especialidade que usa diferentes tipos de radiação com fins diagnósticos e terapêuticos. A realização dos exames radiológicos é efetuada por profissionais com habilitação académica própria, os Técnicos Superiores de Imagem Médica e Radioterapia. A qualificação destes profissionais confere-lhes competências na realização de exames radiológicos nas áreas da radiologia convencional, tomografia computorizada, mamografia, radiologia de intervenção, densitometria óssea e ressonância magnética.

Neste contexto, não queríamos deixar em “branco” a comemoração deste dia, já que pertencendo à comunidade académica e contribuindo para a formação de futuros TSDT das áreas da Radiologia, Medicina Nuclear e Radioterapia devemos sempre recordar a origem do fenómeno que nos permitiu ser o que somos hoje enquanto carreira profissional. “

Eisenberg RL, Radiology: an illustrated history. St Louis: CV Mosby, 1992

Etter LE. Some historical data relating to the discovery of the roentgen rays. AJR 1946; 56:220-31.

 

Docentes responsáveis pela elaboração,

Lénis Carvalho/Anabela Ribeiro

Professora Adjunta Convidada | Licenciatura em Imagem Médica e Radioterapia

Técnica Superior de Diagnóstico e Terapêutica Especialista- Radiologia

Relacionadas