A exposição à radiação em exames imagiológicos e os seus riscos para a saúde

ESSUAlg ConVida 2019
04 maio | "A exposição à radiação em exames imagiológicos e os seus riscos para a saúde"
Sónia Rodrigues, docente da área departamental de Radiologia

SINOPSE

Aproximadamente 95 % da dose de radiação a que a população está exposta provém de fontes artificiais, nomeadamente exames médicos.

A Radiologia é uma área essencial nos cuidados de saúde, sendo muito importante avaliar os benefícios dos exames com radiação ionizante perante os riscos que provêm dessa radiação, denominando-se este princípio de justificação.

Como referido, os exames com radiações ionizantes comportam riscos, embora sejam raros, não se pode excluir a indução de cancro. Por exemplo, a dose de radiação absorvida numa radiografia de tórax é mais baixa do que a dose recebida anualmente de fontes naturais, enquanto que a dose recebida numa Tomografia Computorizada pode equivaler a uma dose entre 100 a 1000 vezes superior a uma radiografia de tórax. Assim sendo, é necessário tomar as medidas adequadas de proteção radiológica.